Top-ads

Instagram

Entrevista do Cabide para o site "Grupo Empresários Piracicaba"

By | 02:37 Leave a Comment
Gente! Esqueci de falar, pois foi bem nas minhas férias, mas dei uma entrevista no final do ano passado para o blog  "Grupo Empresários Piracicaba". Foi muito legal, adorei as perguntas - muito bem elaboradas - e acho que vale a pena postar aqui.


Essa semana entrevistamos Junior Kadeshi editor do blog Cabide Masculino, além de descolado o Junior nessa entrevista da dicas muito bacana sobre moda e estilo e de locais onde você compra, fica na moda e não compromete seu orçamento ! 
Homens leiam e aprendam, mulheres sigam o roteiro para comprar para os homens de sua vida e lojas e boutiques aproveitem as dicas !

Qual é o estilo do homem brasileiro?
O homem brasileiro gosta de conforto, acima de tudo. Nada apertado demais, com detalhes demais. Não é como os japoneses, por exemplo, que adoram roupas mega ajustadas e com detalhes que os diferenciam, mas com certeza, pega referencias do que o agrada e adapta ao seu estilo de vestir.

O que você percebe que os seus leitores querem comprar? 
Como o meu blog fala de “consumo consciente” e ensina a se vestir bem gastando pouco, os leitores do meu blog sempre comentam que querem comprar roupas baratas e estilosas, como as que eu posto. 

Qual é a peça que não pode faltar para um “descolado” ?
Um “descolado” tem que ter jaqueta de couro coringa. Aquela peça que caia bem com tudo, em qualquer ocasião, tanto combinados com um jeans e camiseta “podrinha”, ou com uma calça social e gravata.

Qual é a peça que não pode faltar para um “chique” ?
Um chique tem que ter um blazer bem cortado, de alfaiataria. Ah, e que seja adequado para o seu formato de corpo, algo feito sob medida.

Se pudesse descrever a moda ideal que vive no seu imaginário, como ele seria? 
A moda ideal seria mais acessível, porém, feita com cuidado, tanto no desenho quanto no acabamento. Tenho peças de grife com mais de 10 anos (!) que estão perfeitas, assim como quando comprei. No outro extremo, já comprei peças em lojas de fast fashion (C&A, Renner, Riachuelo), que não duraram por 3 ou 4 usos e perderam a forma!

Você começou a escrever o Cabide Masculino porque ?
Sempre curti me vestir bem, e volta e meia as pessoas comentavam que eu vivia de roupa nova, que devia gastar meu salário inteiro com roupas, e não era bem assim. Quando comentava onde comprei e quanto paguei nas peças, as pessoas ficavam admiradas e falavam: “Como eu não consigo encontrar peças assim como você encontra?”. 
Por isso, decidi criar o blog e postar, quase que diariamente, os meus “Cabides”, fazendo questão de dizer onde comprei e quanto paguei. 

Você percebeu que alguns dos homens que lêm seu blog mudaram de estilo ?
Sim, e isso é muito engraçado! A maioria dos leitores tem vergonha de deixar comentários nas postagens e acabam entrando em contato comigo por email, acredita? Pois é. Muitos deles agradecem as dicas, dizem que acessam o blog diariamente pra pegar referências, que começaram a olhar a moda masculina com outros olhos, e prestaram mais atenção nas araras de descontos das fast fashion! Ah, e além dos homens, muitas mulheres acessam o blog e mandam os meus looks para os maridos se inspirarem! Rssrsrs

Você tem uma identidade muito forte com os grandes magazines, Porque ?
Quando solteiro, sempre comprei roupas de grife, justamente por achar as roupas de magazines muito básicas e sem graça. Gastava boa parte do meu salário em roupas, e depois que me casei, vi que não poderia manter esse tipo de gastos, afinal, agora tinha uma casa pra sustentar, heheheheh. 

Daí, passei a olhar com mais atenção para as lojas de fast-fashion, e ver que dava pra encontrar coisas muitos interessantes e baratas por lá. Hoje não passo despercebido pela C&A, Renner, Riachuelo. Até na Marisa, DeManos e Torra-Torra já encontrei peças incríveis!
Dica: a primeira coisa que eu faço ao entrar nessas lojas é procurar a arara de descontos! Sempre tem coisas super baratas que ninguém quis levar (e isso vai fazer com que tenha menos chance de você ver alguém com uma peça igual à sua!!).

Reconheço que antigamente, essas lojas não eram muito atentas ao que estava na moda, principalmente no que diz respeito à moda masculina, mas isso tem mudado aos poucos – e me anima bastante. Acredito que isso se dê ao fato de grandes lojas de departamento internacionais como a Zara e Top Shop terem trazido uma moda mais globalizada ao Brasil, fazendo com que a tendência natural das lojas instaladas no Brasil fosse partir para o lado mais fashion. 

Se alguma loja fashion te chamasse para fazer editoriais de moda masculina, você aceitaria?
Sem dúvida! Iria adorar o convite!

Você daria dicas para de produção para noivos, e roupas de festa ?
Meu blog tem uma pegada mais streetwear, isto é, moda que a gente vê nas ruas, no dia-a-dia. Recebo e-mails de leitores pedindo dicas do que usar em um casamento, como convidado ou padrinho, ou em outros eventos mais formais e festas, e sempre tento ajudar. Como eu busco muitas referências de moda em livros, sites e blogs, estou por dentro do que é atual e o que não é atual em moda noivo e festas também. Assim, acredito que posso dar dicas sim!

Em seu blog você da grande força às imagens, porque você não usa editoriais para dar dicas ?
A idéia inicial do blog era mostrar que dá pra se vestir bem gastando pouco, e nada melhor do que mostrar isso com fotos de looks com preços e referencias, não é mesmo? Com o tempo, comecei a buscar locações bacanas pra dar uma diferenciada nas fotos (eu sou muito visual). Ah, um detalhe legal: eu mesmo bato as fotos. Posiciono, coloco no timer, corro pra fazer a pose e depois trato as fotos no computador! Rsrsrs
De vez em quando eu faço matérias dando dicas de customização, economia na hora de comprar, até dicas de decoração de casa eu já dei. Ah, e no mês passado tive a oportunidade incrível de entrevistar o Alexandre Herchcovitch, que pra mim foi única. Mas, já que você tocou nesse ponto, eu já estava pensando nisso sim, mas um pouquinho mais pra frente, quando o blog virar site. 

No Brasil mais que em outros países os aspectos e a questão social acabam identificando a moda
que cada um usa. Quero aproveitar e perguntar então como você entende a identidade do homem brasileiro na moda ?

Sem dúvida, os aspectos financeiros e sociais identificam o estilo de se vestir, não só dos homens. Hoje, o homem brasileiro moderno consome moda. Antigamente não, quem comprava as roupas dos homens eram as mulheres e sempre o básico. 
Com o fácil acesso ao conteúdo de moda que temos hoje na TV, meios impressos e digitais, o homem começou a ver a moda com outros olhos, tirando aquela idéia de que moda era coisa de mulher. Um homem bem vestido tem mais chances na hora da conquista (quer seja um relacionamento ou um bom emprego), e o brasileiro percebeu isso.

As referências são inúmeras, desde a moda do gueto, até cantores sertanejos e grandes estilistas, como o João Pimenta (que tem trazido uma nova visão de moda masculina e atraído homens de diversos grupos).

Quer saber como se comporta a moda no Brasil? Faça uma visita à Galeria do Rock em SP. Cada um dos andares é “habitado”por seres de tribos diferentes: rappers, grunges, emos, rockers, clubbers, punks, rastafáris e o carinha normal, de camiseta, All Star e calça jeans. 

Você é Piracicabano ? Em linhas gerais como você classifica o modo do homem Piracicabano se vestir ?
Não sou piracicabano. Sou nascido em São Paulo e moro em Piracicaba faz pouco mais de 3 anos. O homem piracicabano é básico em sua maioria, porém preocupado em estar sempre bem vestido e alinhado. Alguns são até mais ousados e antenados em relação a “estar na moda”. Quando comecei a visitar Piracicaba a uns 8 anos atrás (quando comecei a namorar a minha esposa), era beeeem diferente, os caras olhavam meio de canto o meu modo de vestir, me achavam estranho. O que eu vestia fugia do “normal” era tachado negativamente. Hoje isso mudou muito, e amigos meus compram alguma peça que nunca usariam antes e dizem: “na hora que eu vi, pensei que era igual às suas roupas e resolvi comprar pra ficar fashion!”. Isso é muito bom! 

O caipira ou contry é um tipo de moda bem visto por você ?
O caipira ou country mudou muito, e está super parecido com o que eu vestia a alguns anos atrás, com referencias no estilo rocker. Isso é super bacana, mas acho que se perdeu bastante da referência do country tradicional. 
Um look totalmente caipira ou country não é o meu estilo, mas eu vestiria no estilo, caso fosse um editorial. Um cara que é do movimento country e sabe se vestir no estilo -com boas referências -tem minha aprovação!

Elegância e dinheiro, dependem um do outro ?
Não. Tem muita gente com muita grana que não tem estilo ou elegância nenhum! O contrário também, muita gente com pouco dinheiro que tem elegância e estilo ímpares. Elegância não se compra.

Como você vê o trabalho do Cabide Masculino se desenvolvendo no futuro?
Eu penso no Cabide Masculino como uma plataforma interativa (por isso mesmo escolhi fazê-lo como blog). Mais interação dos leitores, comentários, publicações de looks dos leitores, parcerias com lojas locais. Vejo como um ponto de referencia para o homem que curte moda, indepentente de seu estilo ou condição financeira!


http://www.grupoempresariospiracicaba.com.br/2013/12/junior-kadeshi-entrvistamos-o-cabide.html
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Copyright Cabide Masculino 2012. Tecnologia do Blogger.

Follow by Email