Top-ads

Instagram

Boyhood - da infância à juventude

By | 09:57 1 comment


Acabei (literalmente agora) de assistir o filme e não quis deixar pra escrever depois e perder a sensação que o filme deixou.

Boyhood é um filme simples, mas genial! Fala de crescer - e isso acontece, também literalmente durante todo o filme. 

12 anos. Foi o tempo que Richard Linklater passou rodando, em segredo, Boyhood - Da Infância à Juventude. Todo ano, ele reunia a equipe por alguns dias e filmava algumas cenas. O processo começou em 2002, com o filme ficando pronto em 2014. Só isso já seria o bastante para despertar a curiosidade do público, mas o longa é mais do que um projeto interessante, é algo único do ponto de vista cinematográfico.

O filme conta a história de um casal de pais divorciados (Ethan Hawke e Patricia Arquette) que tenta criar seu filhos Mason (Ellar Coltrane) e Samantha (Lorelei Linklater).  A narrativa percorre a vida do menino durante um período de doze anos, da infância à juventude, e analisa sua relação com os pais conforme ele vai amadurecendo. E tudo vai acontecendo assim, de verdade, na nossa frente. 





É incrível ver os atores e perceber o quanto cresceram e mudaram durante o filme. Não só os atores, mas podemos perceber as mudanças do mundo que o filme acompanhou em coisas simples, como a evolução da tecnologia em computadores e celulares, acontecimentos que marcaram época como guerras, as eleições americanas, o lançamento do livro Harry Potter. É tudo muito rápido - como na vida real. Quando caimos na real, o tempo passou e a gente não percebeu. Me senti muito próximo deles, e no final do filme deu até uma vontade de "trocar emails  e Facebook pra não perder contato". Ri e chorei com eles. Me vi em algumas situações. Nada ali é fácil ou simples... como a vida é. 

O filme dura 2 horas e 45 minutos, mas passa de leve, que a gente nem percebe. 

Quanto à interpretação dos atores, é algo leve, natural. Patrícia Arquettte inclusive faturou um Oscar por sua atuação. 

A parceria entre Ethan Hawke e o diretor Linklater é antiga e eu amo esses dois desde os incríveis "Antes do Amanhecer" (1995), com a atriz Julie Delpy,  sua continuação com os mesmos personagens em "Antes do Por-do-Sol" (2004) e  por fim, "Depois da Meia Noite"(2013), encerrando a bela trilogia. 

Um trecho interessante de uma crítica ao filme, feita por Lucas Salgado, diz:

Se por um lado podemos culpar Linklater de ter guardado para si um promissor ator mirim, por outro temos que aproveitar o fato de estarmos diante de algo especial. Coltrane já cresceu, então aquele garotinho que vemos não será mais visto na tela dos cinemas. Apenas em Boyhood.


Tire um tempo e assista sem pressa - tempo passa rápido demais! 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Copyright Cabide Masculino 2012. Tecnologia do Blogger.

Follow by Email