Top-ads

Tendências

Dicas

O que tem no cabide

Eu passei por isso faz uns dois meses e confesso que é meio assustador. Fazia 9 anos que eu usava barba, e para fazer uma limpeza profunda de pele eu tive que tirá-la toda! Uma experiência estranha e engraçada - que não quero mais passar! Meu maior medo era da minha filha - então com 9 meses - não me reconhecer e se assustar (veja o post completo com a minha experiência aqui)

Agora, vamos à experiência do Amit - o ex barbudo em questão:


Imagine se dos 30 aos 44 anos, você ou alguém que você conhece usasse barba. E depois desse tempo todo, resolvesse raspá-la. Como será que as pessoas reagiriam, inclusive aquelas que só viram você ou o cara barbudo?Provavelmente seria algo parecido com a reação da família do cara de My New Face, campanha criada pela BBR Saatchi & Saatchi de Israel para as lâminas de barbear Life M6, da Super-Pharm.O primeiro choque de Amit, o ex-barbudo em questão, é de se ver com a “cara limpa” pela primeira vez. Passado o choque, é a vez de ver se os seus familiares são capazes de reconhecê-lo.O resultado é bem bacana, e é uma forma diferente de se anunciar um daqueles produtos cujos comerciais já caíram na mesmice há muito tempo – sem tirar o foco do que realmente interessa. Vale o play.






(via B9)

Ele é clássico, icônico, lindo e eu sou apaixonado por ele!

A Adidas decidiu que era hora de trazer de volta o clássico adidas Pro Model Vintage Deluxe! 


Os adidas Pro Model Vintage Deluxe vem em três colorways diferentes,  e com certeza um deles (ou todos no meu caso) vão agradar os mais exigentes sneaker freakers! 

O tênis vem com seu estilo minimalista clássico. Os dois pares na cor branca (com detalhes em preto ou vermelho)  vêm em um couro branco, liso e brilhante, enquanto o par de camurça vem em azul marinho com branco - aquela pegada colegial vintage que é a minha vida!

Todos os três pares tem a marca clássicas três listras nós estamos acostumados a ver nas laterais dos sneakers. A marca da Adidas em dourado pode ser vista na guia língua e relevo no solado (detalhes que só quem é realmente apaixonado pode notar!). 

Último detalhe: O Pro Model Vintage Deluxe está vem dessa vez em um corte de cano médio e não deixa de lado a icônica  biqueira de borracha! 








No Brasil estão a venda apenas os modelos de camurça azul marinho com detalhes brancos e o em couro branco com detalhes em  preto, e podem ser comprados direto no site da Adidas.
Quero ser um coroa assim, estiloso (e em forma) como esses caras!




















fonte: http://t0daynewz.blogspot.com.au/2015/04/when-old-people-dress-like-hipsters-21.html

Empreendedor em Piracicaba diz que clientes pagam bem pelos serviços. 
No dia 15 de julho comemora-se no Brasil o 'Dia do Homem' desde 1992.



Barbearia de Piracicaba tem tratamento VIP e cerveja para os clientes (Foto: Bruna Sampaio/G1)


Os detalhes chamam a atenção na barbearia
em Piracicaba (Foto: Bruna Sampaio/G1)
Especiais. É assim que um jovem empreendedor de Piracicaba (SP) quer que os clientes de sua barbearia se sintam. Em um ambiente "retrô" inspirado nos anos 50, Felipe Sanches Gomes, de 24 anos, criou um espaço aconchegante e tranquilo, onde os homens ganham uma cerveja enquanto esperam e recebem consultoria sobre como fazer a barba e cortar o cabelo. O "tratamento vip" faz com que todos os dias sejam considerados "Dia do Homem", que é comemorado no Brasil nesta quarta-feira (15).

O empreendedor afirmou que pretende fazer a barbearia significar mais do que apenas um lugar para cortar o cabelo. “O barbeiro transmite confiança e intimidade aos homens. A pessoa nem me conhece, senta na cadeira e, muitas vezes, me conta sua vida. Quando acabo o serviço, alguns ainda ficam por aqui para bater papo”, disse Gomes.


Além da cerveja que o cliente ganha antes do seviço, Gomes também conversa com todos eles para fazer a barba e o cabelo.“Procuro saber como quer o corte ou a barba, vejo se possui alguma falha, como eu posso agradá-lo e deixar que ele saia daqui o mais satisfeito possível”, contou.


Para não atrapalhar a própria rotina e a dos clientes que vão até a sua barbearia, o jovem não entende telefones e faz os agendamentos apenas por Whatsapp. “Não quero que eles percam tempo, pois tem que ligar para marcar horário. Muito mais fácil, para eles, mandarem uma mensagem”.

Horário diferente
Com aproximadamente 300 clientes, o rapaz trabalha sozinho das 14h às 22h e não tem pretensão de abrir o estabelecimento no período da manhã. “De manhã as pessoas estão com pressa e eu gosto de fazer tudo com calma e transmitir isso para o meu cliente”, disse.

No entanto, a ideia de oferecer cerveja é apenas para caracterizar o "tratamento vip", já que ele não pretende transformar a barbearia em um bar.
Para o barbeiro Felipe Gomes, cliente tem que ficar
a vontade (Foto: Henrique Detoni)

“Imagine que a pessoa está deitada fazendo a barba, relaxado, com a toalha quente, ouvindo um som e de repente chega alguém gritando porque bebeu demais. Não é isso que eu quero. Mas, por enquanto, está todo mundo respeitando” contou.
A barbearia
Há um ano e meio, Gomes resolveu fazer um curso em uma barbearia de Jundiaí (SP), onde ele faz sua barba até hoje.
Quando começou, o jovem atendia em casa e fazia o sistema de “pague quanto quiser”, que terminou após um cliente resolver pagar R$ 10. “Depois disso, senti meu trabalho desvalorizado. Então resolvi tabelar”, contou.
No entanto, de acordo com o barbeiro, os antigos clientes que pagavam mais do que a tabela, continuam dando a ele o mesmo valor.
Personalização
Não há quem não passe pela rua Campos Salles, no bairro São Judas, em Piracicaba, que não olhe para a Barbearia Gomes. No local, tudo é personalizado. A começar pela cadeira, dos anos 50. “Era de um barbeiro que faleceu e eu comprei da família. Daí mandei restaurar”, contou.
Além dos móveis, alguns detalhes fazem a diferença. Como o burrifador de água ser garrada de whisky ou o design moderno e vintage, que se misturam nos rostos de Elvis Presley na geladeira ou no violão pendurado na parede. O espelho e as luminárias também passam a impressão de uma volta no tempo.
 
A inauguração do local aconteceu em maio deste ano. Segundo Gomes, a ideia de ser barbeiro surgiu da vontade de empreender. “Quis ter algo meu, onde eu pudesse fazer meu horário. Da ideia, veio a paixão”, disse. Paixão esta que foi até registrada até na pele, com uma tatuagem do seu logotipo.
Paixão pela profissão fez Gomes tatuar o logo de sua barbearia no braço (Foto: Bruna Sampaio/G1)
O cantor James McElvar, de 19 anos, membro da boyband escocesa Rewind, foi barrado no aeroporto com excesso de bagagem. Para não ter que pagar 45 libras (cerca de 180 reais) a mais, sabe o que ele resolveu fazer? Vestir 12 peças de roupas, uma por cima do outra, e viajar assim.

O resultado foi óbvio, o cara suou tanto que se desidratou e acabou passando mal dentro do avião, que ia de Londres para Glasgow. “Eu pensei que eu ia morrer, que estava tendo um ataque cardíaco”, contou James ao jornal The Sun (via NME).

“O resto da banda já havia passado (pelo portão de embarque) e eu não poderia lhes passar as roupas. A mulher me disse que eu teria que pagar uma taxa de £ 45 para entrar no avião, pegar o voo da manhã seguinte, descartar as roupas ou usá-las”, disse o James. Sim, com todas essas opções, ele optou pela última.

A sorte foi que havia um paramédico no avião que prestou atendimento quando o garoto passou mal. De acordo com a publicação, ele estava usando seis camisetas, cinco suéteres, três pares de jeans, duas calças, duas jaquetas e dois chapéus.



Ao chegar em Londres, o cantor foi hospitalizado mas logo a banda informou pelo Twitter que ele estava bem. “Para todo mundo perguntando, o James está bem. Ele está sendo cuidado no hospital agora e está em segurança em Glasgow. Ele manda todo o seu amor”, escreveram os integrantes.

(via Papelpop
Mais do que um gênero musical, o rock é um estilo de vida que tem como sinônimo a atitude. E quem respira essa atmosfera sabe que, mesmo com o 13 de julho difundido como a sua data comemorativa, todo dia é dia para cultuar os seus ídolos. Com muita ousadia, eles vêm ditando modas e tendências para diferentes gerações e uma das suas marcas registradas é o cabelo.

Falamos com Cathia Muaze, do Red Salon Homem, primeira rede de salões masculinos do Brasil, que nos falou um pouco sobre alguns dos penteados mais adotados pelos roqueiros!

Corte vintage


Consagrado nas décadas de 1960 e de 1970, o estilo com ar de Woodstock consiste basicamente em deixar os fios compridos e soltos. Apesar das madeixas loiras e encaracoladas de Robert Plant, do Led Zeppelin, estarem entre os seus grandes expoentes, o estilo também funciona para quem tem cabelo liso.
Mas tome muito cuidado para que os cabelos não fiquem emaranhados. Para alcançar o visual perfeito, shampoos e pomadas modeladoras de qualidade, bem como a visita periódica ao salão, são fundamentais.

Corte moicano

 

Ganhou projeção no final dos anos 1970 com o movimento punk. É uma alusão à resistência dos índios moicanos, que, assim como os punks, enfrentavam um sistema opressor.
O corte, usado diversas vezes por Anthony Kiedis, do Red Hot Chilli Peppers, funciona melhor nos homens descolados. No entanto, veja se ele se adequa ao seu estilo de vida. Vale para quase todos os rostos, tirando os muito redondos.
O moicano apresenta algumas variações e, para todas elas, adote uma boa pomada para modelar. E o mais importante, não se descuide: faça a manutenção de 15 em 15 dias no salão e use produtos apropriados para o seu tipo de cabelo.

Corte indie

 

Uma das sensações dos anos 2000, é um corte bem simples e despojado. Funciona bem em todas as idades e basicamente consiste no cabelo curto, penteado na frente e nos lados, com o mesmo comprimento. Os rostos quadrados são os que mais se adequam, com uma necessária ajuda de bons shampoos e finalizadores. Jon Bon Jovi é um dos seus adeptos.
Para finalizar e deixar aquele aspecto de espinhos voltados para baixo, utilize uma pomada modeladora, que dará um efeito bagunçado e charmoso.

Corte emo










Com origem nas bandas de rock, o estilo "emo" é muito popular entre os jovens. Nomes como o do vocalista do My Chemical Romance, Gerard Way, tornaram o visual mais famoso nos últimos anos. Mantenha os fios bem lisos e não abra mão de produtos adequados a ele, como pomadas.

Para não ficar com a aparência oleosa, escolha um bom shampoo para lavar e feche com o finalizador. Não esqueça, é claro, de usar a chapinha, que dará mais naturalidade àquela mecha que cai sobre o rosto.
Uma dica de ouro para todos os visuais: aplique um shampoo anti-resíduo uma vez por mês para a higienização do couro cabeludo e dos fios.

Agora é só escolher a sua tribo e mandar bem! Mais informações no www.redsalonrio.com.

Por muito tempo eu quis uma calça verde bandeira. Acho linda essa cor, mas é uma cor bem difícil de combinar sem ficar com cara de criança ou de integrante da banda Restart (ainda existe?).

Pra dar uma quebrada nisso, resolvi usá-la com preto - e pra não "matar"de vez a cor, com uma camiseta em xadrez verde!

Vamos ver como ficou?


















Camisa Marisa (R$39)
Suéter Carrefour (R$39)
Calça C&A (R$39,90)
Casaco C&A (presente)
Bota Renner (faz muito tempo que tenho, nem sei quanto paguei!)
Copyright Cabide Masculino 2012. Tecnologia do Blogger.

Follow by Email